Cachorro usado para brigas de rua em 3 anos é resgatado, chora muito quando ganha a sua própria cama

Muitos tutores irresponsáveis desfazem-se dos seus animais – como se estes fossem objetos descartáveis – pelas mais diversas razões.

A chegada de um bebê na família, a mudança de casa para apartamento, o desenvolvimento de comportamentos agressivos dos cães (via de regra, despertados pelos próprios tutores) e até mesmo o início das férias são motivos para abandonas os cães nas ruas.

Mancha é um cachorro da raça Pitbull Terrier muito sociável e amado em sua colônia, mas nem sempre foi assim, já que seus ex-donos o sujeitaram a brigas de rua nos primeiros três anos de vida.

Ele não era bem alimentando e ainda o pobrezinho desenvolveu câncer de pele. Esse cãozinho já não tinha esperanças de vida, até que um dia o seu destino mudou completamente, quando ele conseguiu fugir das correntes que o prendiam.

O destino lhe preparou uma grande surpresa, isso porque ele foi parar em uma família que o acolheu e o curou totalmente das marcas que os seus ex-donos deixaram, tanto fisicamente quanto psicologicamente.

O pobre cãozinho não sabia o que era amor, quando lhe compraram a primeira cama ele não acreditou e começou a chorar porque as noites de frio, calor ou de insetos acabaram. Ele agradeceu com lambidas carinhosas aos seus tutores que o resgataram.

A triste história de Manchas

A mulher que o resgatou se chama Abigaíl Castro, ela falou um pouco sobre a história do cachorro que sofreu muito nas mãos dos seus ex-tutores.

Segundo a história, este canino apareceu em sua casa e ela se comoveu ao ver o péssimo estado em que ele se encontrava, com feridas, pelo despenteado e um olhar triste, então ela não pensou mais nisso e o levou ao veterinário.

Lá falaram para ela que ele necessitava de um tratamento urgente, porque tinha câncer de pele, estava desnutrido e suas feridas estavam infeccionadas.

Ela não sabia a quem esse cachorro pertencia, então decidiu procurar o dono nas redes sociais onde uma pessoa anônima lhe disse que ele pertencia a alguns vizinhos e era usado para brigas de rua ilegais.

Ele me disse que as pessoas que o tinham o obrigavam a lutar com outros cães … Eles só o desamarravam para brigas.

Embora ela tentasse contatar as pessoas, elas aparentemente não tinham muito interesse, então naquela época ela assumiu a responsabilidade por ela o adotou em sua família.

Manchas chora quando eles dão a ele sua primeira cama

Depois de dormir no chão, com uma corrente encarnando em sua pele e insetos que incomodavam suas feridas, as noites foram longas, o dia estava quente e ninguém o amava. Sua nova família não só lhe deu abrigo, mas também o curou de suas doenças de pele, lhe deram comida e brincaram com ele.

Agora ele está muito feliz, no dia em que compramos a cama para ele, ele começou a chorar, tenho uma foto onde ele está chorando com a cama

Ela disse que ele merecia porque era um cão exemplar, muito bem comportado e corajoso apesar de sua vida passada.

Apagou todas as lembranças negativas e é muito querido por todos, ele brinca com as crianças do bairro, faz companhia aos vizinhos à noite e se um intruso quer mexer com a família, Manchas não hesita em usar a sua força para proteger eles.

A importância de adotar um cachorro

No Brasil, atualmente, a população canina é estimada em 55,2 milhões de animais – mais de 44% dos lares do país possuem pelo menos um cachorro.

Contudo, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 20 milhões destes cães não têm donos, são animais de rua.

Adotar um cão de rua traz benefícios tanto para o animal, quanto para o tutor. Antes de levar um pet para casa, no entanto, consulte a sua família, a sua disponibilidade de tempo e o seu bolso.

Animais de estimação trazem um custo embutido (ração, brinquedos, consultas veterinárias, etc.) e eles exigem companhia, passeios e brincadeiras.

SE VOCÊ GOSTOU, DEIXE O SEU LIKE, COMENTA AQUI EM BAIXO O QUE VOCÊ ACHOU! E COMPARTILHE COM OS SEUS AMIGOS! OBRIGADA! 

Comentário do usuário