Menino de 11 anos dá banho em cachorros de rua para incentivar adoção

Em meus sonhos mais profundos nenhum animal viverá na solidão do abandono das ruas, ou mesmo no abandono de um lar sem amor, acorrentado, passando fome e frio. ⁠

Quando um animal abandonado aparece para você ajudá-lo, alguma lição você tem para aprender. Se você for capaz de virar o rosto e seguir adiante, esta lição foi deixada para trás e lhe fará muita falta.

Um garotinho de apenas 11 anos tem mostrado que fazer o bem não depende da idade e sim da bondade do coração. Em entrevista ao Amo Meu Pet, Thiago do Val Sidegum conta um pouquinho da sua história e como surgiu o seu amor pelos animais.

O rapazinho mora com a sua família na cidade de Antônio Prado, no Rio grande do Sul, também conhecida como "a cidade mais italiana do Brasil''. Apaixonado por pets, ele tem 2 cachorras, a Shiva e a Pedrita, e um gato, o Félix.

A Shiva chegou na família depois de Thiago muito implorar a permissão para o seu pai, Eduardo Alexandre Sidegum.

A pequena foi adotada em uma feira de filhotes de uma ONG, na praça central da cidade. Já Pedrita, veio da ONG de uma cidade vizinha, Caxias do Sul. O outro gato Félix havia sido abandonado e o menino, compadecido, intercedeu pelo felino.

Querendo se aproximar ainda mais da causa animal, em 2019, após uma conversa séria com seus pais, Thiago tomou a decisão de se tornar vegetariano. Muitos duvidaram da sua decisão, mas o menino tem mostrado que a escolha foi definitiva.

Mas se tornar vegetariano não foi o suficiente e, no final do ano passado, o gauchinho decidiu que precisava fazer algo para esses pequenos indefesos.

Com o coraçãozinho inquieto, contou ao pai que queria dar banho nos doguinhos de rua para eles ficarem limpos e cheirosos, pois assim as pessoas olhariam eles diferente e sentiriam vontade de adotá-los.

Com esse desejo em mente, força de vontade e o apoio do pai, nasceu o projeto 'Sou de rua mas tô limpinho'.

O primeiro banho foi em 9 de janeiro de 2021, e com o apoio da Arca de Noé (ONG de Antônio Prado), os dois começaram a banhar os cachorros recém resgatados e nos cachorros que serão adotados.

Até esse final de semana (05/12/2021) já foram 48 banhos.

Com o crescimento do trabalho, a dupla pai e filho encontraram no ensaio fotográfico uma oportunidade de aumentar as chances das adoções dos animaizinhos.

E quem acompanha o seu perfil pode perceber que, além dos bichinhos, ele ama chapéus. O gosto pelo acessório é tamanho que o garoto ganhou o apelido de 'Guri do Chapéu'.

Isso porque a cada clique é um modelo diferente, é muito charme! E esse estilo foi influenciado pela mãe, que lhe deu o primeiro modelo.

Mas temos que separar aqui e agora, que pessoas não são como animais que muitas vezes são abandonados ou trocados por ai certo? Na verdade, seria injustiça inclusive com os pobrezinhos (dos animais). 

Sempre que eu ando pelas ruas me deparo com uma situação assim, e é inevitável minhas lágrimas. As vezes eu me pergunto como eu posso amar tanto uma outra especie, espero que isso seja divino, porque se não eu peco em excesso.

SE VOCÊ GOSTOU, DEIXE O SEU LIKE, COMENTA AQUI EM BAIXO O QUE VOCÊ ACHOU! E COMPARTILHE COM OS SEUS AMIGOS! OBRIGADA! 

Comentário do usuário